Você já fez uma trollagem na faculdade? Garanto que estas do MIT são melhores

Você já fez uma trollagem na faculdade? Garanto que estas do MIT são melhores

troll-connoisseur

Quando a gente fala em hack, a primeira coisa que vem à mente… São aqueles caras que ficam o dia todo na frente do computador – praticando todo tipo de fraudes eletrônicas, roubando senhas e toda sorte de crimes eletrônicos. Mas a palavra não tem só uma conotação negativa. Ela também pode significar “trote” ou uma “trollagem” – em suma, uma brincadeira que “hackeia” o sistema e a ordem natural das coisas.

E quando a gente fala em MIT, muitos têm como primeira coisa que vêm à mente o filme Quebrando a Banca, com um professor ensinando seus alunos como mandar melhor no jogo blackjack e faturar alto em Vegas. Mas tem muito além disto: o MIT – sigla para Massachusetts Institute of Technology (ou Instituto de Tecnologia de Massachusetts) – é um dos mais renomados centros acadêmicos do mundo. Não obstante, é bem difícil de entrar lá  – apenas 8% de quem tenta consegue entrar. Sendo assim – e considerando que os cursos no MIT são bem exigentes – não é de se espantar que muitas das mentes mais brilhantes do mundo estejam cursando faculdade no Instituto.

E você sabe o que acontece quando várias pessoas inteligentes se juntam, né? Uma dica. Geralmente coisas fantásticas.  Hack no MIT significa algo além: significa ser criativo na calada da noite. Anualmente alguns estudantes se reúnem de madrugada com precisão cirúrgica em fazer coisas que parecem ser bastante engenhosas.

Não – a administração da faculdade não aprova esse tipo de coisa (por mais que “divulgue” o nome do MIT pelo mundo e que ele seja uma instituição privada). Se quem organiza ou executa um hack  é pego, paga multas. Mas isso, claro, não impede que os estudantes continuem a fazê-los. A bem da verdade, se trata  de uma válvula de escape para eles: os cursos são exigentes que os alunos precisam extravasar de alguma forma.

Ok, já falamos demais. Que tal darmos alguns exemplos para que você aprecie e entenda melhor? Ficará mais fácil, não? Boa parte deles é realizada no topo do prédio mais icônico do campus. Outros são trollagens com a universidade rival, a igualmente famosa e brilhante Harvard. Veja as que separamos.

techthellnewComeçamos a lista com um dos mais famosos – justamente por ter sido um dos primeiros. Em 1926, os estudantes penduraram o icônico Ford Modelo T, na vertical, num dos dormitórios do campus. Imagina você estar voltando para seu quarto e dá de cara com isso. Para e pensa: como eles fizeram isso com a tecnologia da década de 1920, de madrugada e sem ninguém perceber?

110d-hvd-yale

Este aqui é bem bacana também. Harvard e MIT, como dissemos acima, são duas universidades com rivalidade ferrenha. Mas ela não se traduz na parte esportiva da coisa – os times atléticos do MIT são bem inferiores aos de Harvard (não que estes sejam grande coisa também). Enfim, de toda forma, num jogo de futebol americano entre Harvard e Yale em 1982, do nada um balão preto começou a se encher sozinho no meio do campo – nele estavam marcadas as letras MIT.

O hack foi bem engenhoso: eles entraram no estádio de madrugada e colocaram o sistema (aspiradores de pó e prensas hidráulicas, na prática), ligados no sistema de força do estádio.

car

Quando a gente pensa em hacks do MIT, talvez este de maio de 1992 seja o mais icônico e o que mais representa a coisa toda. Uma coisa é pendurar um carro na vertical. Outra, completamente diferente, é colocar uma viatura da polícia do câmpus no topo de um prédio em formato de domo. Não, vai além: a placa tinha uma referência ao motto não oficial do instituto, um manequim de policial e uma caixa de rosquinhas. Não fica mais elaborado e é a trollagem definitiva.

Neste a gente vai precisar de um vídeo para ilustrar. Talvez você já tenha jogado Tetris algum dia na vida – se não, a gente explica: com peças de quatro pixels, você tem que encaixar e formar linhas (quando você as forma, elas somem). Em essência é um quebra-cabeça.

Em suma, como você pode ver no vídeo acima, trata-se de um prédio cheio de lâmpadas LED que eram controladas todas sem qualquer fio. Desde os anos 1980 eles queriam fazer isso – com a tecnologia dos anos 2010, foi possível.

tardis

Por fim, uma homenagem à Inglaterra e a uma das séries mais famosas da TV inglesa, Doctor Who. O doutor viajava pelo tempo e espaço através desta cabine de polícia. Aí que a coisa fica bacana: os estudantes colocaram a cabine cada dia em um lugar até desaparecer para sempre – bem ao estilo da série.

E aí, gostou? Os estudantes do MIT são extremamente engenhosos, não? Seja na teoria ou na prática eles têm uma habilidade impressionante de… Impressionar e se mostrarem realmente a elite intelectual dos Estados Unidos. Até no senso de humor.


Novidades da nossa loja virtual...

Deixe uma resposta

comment-avatar

*