Passeio na Máquina do Tempo

Passeio na Máquina do Tempo

Tema muito explorado como em: De Volta para o Futuro, O Exterminador do Futuro, Os Doze Macacos, A Máquina do Tempo, Efeito Borboleta, X-Men Dias de um Futuro Esquecido, Chrono Cross, entre tantos outros, mas como seria a viagem no tempo, quais as suas teorias e o que já temos para estudo?

O que é o tempo?

Santo Agostinho, no ano 400 da era cristã: “Se ninguém me pergunta, eu sei; se tento explicá-lo, não sei”, dizia o grande pensador da Igreja.

Como seria feita a viagem

Já que nenhum ser humano comprovadamente conseguiu se locomover no tempo, sugere-se que:

I – Stephen Hawking – por não haver turistas do futuro não existem viagens no tempo. Não é possível voltar no tempo ou não é possível voltar antes da construção da primeira máquina do tempo (o que gera diversas outras regras: a máquina pode ser movida depois de usada; a trava da máquina seria por localização ou por endereçamento tipo IP; o transporte seria de máquina para máquina ou na mesma máquina pelo tempo; se a máquina sofrer avarias ou for destruída);

II – Einstein e Kurt Gödel – se for possível viajar mais rápido que a luz, então, de acordo com a Teoria Geral da Relatividade, as viagens no tempo seriam possíveis. Fatores como a ação da gravidade e a velocidade com que um corpo se movimenta, afetam o fluxo do tempo. Mover a velocidade próxima a da luz requer muita energia, quanto mais próximo a essa velocidade maior se torna o peso do objeto, necessitando de mais energia;

III – O buraco de minhoca – uma das extremidades é acelerada até velocidades próximas da luz, e em seguida desacelerado até à velocidade original. Devido à dilatação do tempo, na parte acelerada do buraco de minhoca o tempo passou muito mais devagar, forma-se uma espécie de túnel para uma região que ficou relativamente parada no tempo. Um objeto que entra no buraco de minhoca a partir da parte não acelerada viajará até ao outro lado até o passado, mas não é possível viajar a épocas anteriores à criação da máquina, não vemos os turistas do tempo porque, teoricamente, eles só poderiam viajar até à época em que o primeiro buraco de minhoca foi criado, e isso ainda não aconteceu.

Criar um buraco de minhoca não é fácil. É necessária grande quantidade de energia de grandeza maior que a energia que o Sol produz ao longo da sua vida. Teria que ser construído com uma substância conhecida por matéria exótica, ou matéria negativa, de existência não foi comprovada. Ainda não foi encontrada energia suficiente nem construída a máquina que manipula esta energia;

IV – A rotação de um cilindro – O cilindro tem que ser longo, denso e deve rodar à volta do seu eixo a velocidades elevadas. Se uma nave seguir um percurso em forma de espiral em torno do cilindro conseguirá viajar para trás no tempo. No entanto, a densidade e as velocidades necessárias são tão elevadas que não existe nenhum material suficientemente forte para construir o cilindro. Um mecanismo semelhante poderá ser construído a partir de uma corda cósmica, mas não são conhecidas cordas cósmicas e nem parece ser possível construí-las.

Robert Forward notou que um próton num forte campo magnético iria se deformar num cilindro, cuja densidade e “spin” seriam suficientes para construir uma máquina do tempo. Raios gama projectados no cilindro possivelmente iriam permitir que informação (não matéria) fosse emitida para trás do tempo. Mesmo quando concretizado só passa informação, da mesma forma que no filme que o antigo rádio recebia mensagens do futuro no filme;

V – Paradoxo do Avô – uma pessoa poderia voltar no tempo e escolher salvar ou matar um antecedente como um pai ou avô, se mata, não virá a existência tornando a ação nula, se salva, condiciona a existir no futuro e a voltar ao passado para este salvamento, ou a viagem no tempo interfere no livre arbítrio ou não é possível para seres vivos.

Kip Thorne – e uma solução lógica para o paradoxo do avô, os cálculos matemáticos demonstram que alguém que sai do presente e volta para o passado nunca poderia estar em posição de interferir no futuro. Ele jamais encontraria o avô ou, se encontrasse e tentasse matá-lo não conseguiria. Avô e neto seriam como imãs que se repelem! Não se pode interferir no passado a não ser para reparar algum erro causado pelo paradoxo de existir em um tempo que não é seu ou o universo / natureza isola a pessoa de si mesmo e dos antepassados;

VI – Restrição Espírita – quando encontra-se com o “eu” mais jovem ou mais velho, é caracterizada haver dois de um só num dado momento. Do ponto de vista físico / material, do corpo, não há nenhum problema. No entanto, conforme questão 137 do Livro dos Espíritos, o espírito não pode animar dois corpos diferentes simultaneamente. No exemplo, teríamos dois corpos diferentes animados pelo mesmo espírito. Mesmo que não encarnado em tal época, o espírito estaria no plano espiritual e não poderia estar lá e encarnados no corpo que veio do presente ao mesmo tempo. Não se pode viajar no tempo ou deve adotar-se a premissa cristã não espírita onde cada homem (espírito) vive apenas uma vez vindo depois disso o juízo;

VII – Cria-se um Tempo Paralelo – como se fosse um lugar diferente, que começa a ser modificado independente da real, que continua com os acontecimentos temporais inalterados.

H. G. Wells escreveu abordando o tema viagem no tempo.

Em cada viagem o autor se baseia em uma ou mais dessas proposições em nossas mesas de RPG sempre discutíamos horas e horas sobre como criar uma aventura, erros segundo teorias conflitantes, a necessidade de máquinas portáteis, grandes, gigantes para o transporte como o corpo reagiria, a mente e tudo mais, em Dias de um Futuro Esquecido a Lince Negra viaja apenas em mente para seu corpo mais jovem e avisa aos X-Men dos perigos futuros; em Efeito Borboleta o protagonista ao viajar retorna depois ao corpo o dobro de informações pelo período de tempo que passou no passado; em outras histórias as pessoas apenas desaparecem da linha temporal até que retorne segundos após ter saído ou um pouco mais tarde…

Seria bem mais fácil (sob meu pequenino ponto de vista, rsrs) a viagem para o futuro, tanto pela existência das máquinas (que poderiam ser usadas após terem sido inventadas, em uma concepção de máquinas que não se movem pelo tempo, mas que transportam as pessoas), como o futuro ainda não aconteceu pode facilmente ser modificado diferente do passado, dificilmente alguém se encontraria no futuro sem querer, e você quais as suas idéias de viagem no tempo?


Novidades da nossa loja virtual...

Deixe uma resposta

comment-avatar

*