O que esperar de “O Homem Invisível”

O que esperar de “O Homem Invisível”

Tem SPOILER sim!

O Homem Invisível (The Invisible Man) é o remake do filme de 1933 de H.G. Well, escrito e dirigido por Leigh Whannell. A tecnologia torna Adrian Griffin (Oliver Jackson-Cohen) transparente, e ele aproveita para abusar de sua ex-namorada, Cecilia Kass (Elisabeth Moss), que em uma sala lotada, é a única que consegue “ver” o homem indetectável no local.

Um homem invisível pode governar o mundo. Ninguém o verá chegar, ninguém o verá partir.

Claude Rains (Dr. Jack Griffin), O Homem Invisível (1933)

 

Depois que Cecilia escapa de seu relacionamento abusivo, Adrian morre, dando para amigos e família a sensação de que ela está segura. O filme não tem a finalização do susto, afinal é invisível, partindo para o lado psicológico da crise de ansiedade e síndrome do pânico, não há nada ali, e nem precisa… Uma porta que se abre, um barulho na cozinha, o espectador. O medo do nada, do desconhecido, não há um rosto. E a pior parte da crise subconsciente é ter certeza de que o perigo que não é visto é real!

Durante sua luta contra o invisível é mais que esperado que médicos e instituições de sanidade mental sejam acionados, mesmo vencendo o monstro e colocando fim a todo o tormento, sua vida nunca mais será a mesma, além dos danos concretos ainda existe a possibilidade de que o imaginário volte a se tornar realidade…

 


Novidades da nossa loja virtual...

[magento category='474' store='default' limit='3' prefix=' R$ ' suffix=' ' image_width='150']

Deixe uma resposta

comment-avatar

*