O Brasil pode ser uma potência em jogos eletrônicos?

O Brasil pode ser uma potência em jogos eletrônicos?

Segundo o Estadão, o Brasil é o 4º maior consumidor de jogos do mundo e apesar dos altos valores dos títulos, da crise mundial e da pirataria o setor de games tem crescido!!

Os ‘usuários’ de jogos tem promovido campanhas para diminuir o preço, como jogo justo, enquanto os revendedores criam diversas promoções mirabolantes (algumas de 0,01 centavo… outras de até menos, huahuahuauha) e pré-venda!

Segundo o Ibope a cada 100 brasileiros 23 usam jogos eletrônicos (eu acho que essa pesquisa está meio defasada, por causa dos jogos de mídias sociais, para celulares, para tablets e os on-line)

Com a crise, o mercado se ‘fechou’ nos EUA e Europa então as empresas começaram a olhar de outra forma para o Brasil e países da América Latina. Agora as produtoras de jogos internacionais estão em nosso país, contratando com ótimos salários nossos tradutores, desenvolvedores, designers e programadores entre outros funcionários, para adequar a linguagem e a cultura aos jogos distribuídos por aqui, criando oportunidades para produtoras de todos os tipos de jogos e cursos para a formação desse pessoal.

Dentre os empecilhos ao crescimento conosco os impostos que impedem a maior propagação dos jogos e por isso mantém forte a pirataria, quando temos que escolher entre jogos de R$ 10,00 e R$ 99,00 a conta é bem fácil de fazer, mas caso a carga tributária diminua e os consoles e jogos tenham grande procura com certeza o valor aumentará…

Agora vamos fazer nossa estatística!!

Se você joga, coloque o nome do principal jogo.

Se não, coloque apenas não.


Novidades da nossa loja virtual...

Deixe uma resposta

comment-avatar

*