Fuja do Apocalipse das Máquinas

Fuja do Apocalipse das Máquinas

O que podeira nos defender de um domínio das máquinas, computadores inteligentes, que aprendem, que se arrependem, que possuem sim, não e talvez, rápidos, precisos, fortes e com tendência a acabar com as imperfeições, vemos em Matrix máquinas que usam seres humanos como baterias; em Exterminador do Futuro, uma guerra de um lado robôs, ciborgs e androides do outro a humanidade; em Tron o sistema quer dominar a rede, o mundo e transformar tudo em um lugar perfeito; em Eu Robô um dos dróides tem uma nova perspectiva, uma forma diferente de “ver as coisas” que quase acaba com a vida de “Will”; já em Inteligência Artificial os robôs são usados e descartados sem poder se rebelar por causa das Três Leis da Robótica!

As Leis foram elaboradas por Isaac Asimov em seu livro Eu Robô e elas governam os robôs de A.I. Essas leis tornam possível a convivência de homens e robôs inteligentes (que distinguem entre bem e mal), assim eles não podem se rebelar contra os homens:

1ª lei – Um robô não pode ferir um ser humano ou, por omissão, permitir que um ser humano sofra algum mal;

2ª lei – Um robô deve obedecer as ordens que lhe sejam dadas por seres humanos, exceto nos casos em que tais ordens contrariem a Primeira Lei;

3ª lei – Um robô deve proteger sua própria existência desde que tal proteção não entre em conflito com a Primeira ou a Segunda Lei.

As Leis garantem o bem estar dos seres humanos pois são anteriores a qualquer programação, ao ligar o robô as Leis já se encontram carregadas, o único problema é e se o robô puder interpretar as Leis conforme desejar!

Isaac Asimov, ou Isaak Judah Ozimov foi considerado em vida um dos Três Grandes escritores de ficção científica do mundo, o nome da sua família deriva de uma palavra da língua Russa que significa cereal de inverno (que seu avô vendia), seu pai era de família Judia e sua data de nascimento não era precisa devido a diferença entre os calendários Gregoriano e hebraico e a falta de registros (celebrava seu aniversário no dia 2 de janeiro). Aos 3 foi com os pais para os Estados Unidos, aos 5 aprendeu a ler sozinho, seus pais possuíam uma loja de doces onde começou a ler revistas de ficção científica, com 11 anos começou a escrever, aos 19 vendia suas próprias histórias. Morreu em 6 de abril de 1992 de AIDS contraída por transfusão de sangue durante uma operação.

Pretendia escrever 500 livros, mas só conseguiu escrever “apenas” 463, mas somando livros, desenhos e coleções editadas tem-se o total de 509 itens!

O termo “Robô” vem da palavra checa “robota”, que significa “trabalho forçado”, é mas todo trabalhador forçado tem seu dia de stress.

Quais são as suas dicas para sobreviver (além do abrigo subterrâneo, rsrs)?


Novidades da nossa loja virtual...

Deixe uma resposta

comment-avatar

*