Drácula da Netflix – Episódio final explicado!

Drácula da Netflix – Episódio final explicado!

O Episódio Final – The Dark Compass (SPOILER)

Depois de 123 anos entorpecido no fundo do oceano após a fatídica viagem no navio Deméter, o Conde é acordado e consegue entrar pela praia na Inglaterra moderna. Lá, ele confronta Agatha Van Helsing (Dolly Wells), no corpo de sua parente com câncer Zoe (Dolly Wells “do futuro”), funcionária da empresa Jonathan Harker Foundation, um grupo secreto, criado pela noiva do homem de olhos azuis que aguarda o momento da vingança contra o Drácula (vingança pela empresa, a mulher morreu…).

Sangue é vidas!

Fazendo pouco de Zoe, Drácula se deixa capturar e cede um pouco do seu sangue para pesquisas. Zoe bebe este sangue e cria uma ligação com a essência sugada de Agatha, o que a torna duas vezes mais perigosa. Ambas podem inferir verdades sobre o caráter do Conde, usando esses argumentos para que o próprio ponha fim ao predador.

Segundo ela o medo da luz do Sol, da cruz, dos espelhos, a impossibilidade de entrar em um local sem ser convidado eram sinais da vergonha de ser o único de sua família que não morrera de maneira digna. Ele se sentia indigno de representar a alta classe de seus parentes e por ser egoísta, sugando a vida de outros para sustentar a sua, totalmente diferente do Cristo, representado pela cruz

A fuga dessa existência de dor está com Zoe, por causa do câncer, seu sangue é tóxico para o vampiro, e sugá-la irá matá-lo. Drácula suga Zoe libertando-os da existência e acabando com o sofrimento. Não havia glória em sua vida de destruição.


Novidades da nossa loja virtual...

Deixe uma resposta

comment-avatar

*