5 motivos pra você correr pro cinema e assistir “Planeta dos Macacos: O Confronto”

5 motivos pra você correr pro cinema e assistir “Planeta dos Macacos: O Confronto”

A trama se passa 10 anos após o primeiro filme e mostra um planeta devastado pela chamada gripe símia. Um vírus criado em laboratório.

O que falar desse filme, adoro todos os filmes da franquia Planeta dos Macacos, por mim o filme podia ser horrível que eu estaria lá super feliz assistindo. Mas essa versão em especial superou todas as minhas expectativas.

Eles nos deram de presente César para amar, nos deixaram incrivelmente cativados por ele e por seus ideais. No novo filme isso é incrivelmente explorado. César ama sua família, casa e quer preservar o que conseguiu construir, por outro lado, no fundo ele ainda acreditava na bondade humana. Ele conheceu o lado bom e ruim do ser humano. Porém sabemos que pra nem todos os macacos foi assim, muitos foram presos, torturados, usados em testes e é ai que temos uma surpresa.

(Spoiler)

Pra quem assistiu os trailers podíamos presumir que o filme seria baseado em uma guerra entre humanos e símios, não que isso não tenha acontecido, porém pra nossa surpresa esse confronto foi provocado por Koba. Mas quem é Koba? Em A Origem ele era usado em testes de laboratório, foi solto por César e a ele deve lealdade. Mas essa lealdade é menor do que o ódio que tem pelos humanos. E é em cima desse ódio que o filme é desenvolvido.

(Spoiler)

No filme não existe lado bom ou mal, essa visão faz César perceber que os macacos não são melhores que os humanos. E que assim como humanos matam humanos, macacos  também podem matar macacos, ao contrario do que César sempre pregou.

Planeta dos Macacos: O Confronto, tem a dose certa de ação e emoção e nos deixa sem dúvida ansiosos para o próximo filme.

Agora vamos aos 5 motivos que farão você correr para o cinema:

1º – O Caráter de César

dawn-of-the-planet-of-the-apes1

Neste filme temos uma visão muito mais complexa de César. Ele é responsável, inteligente e cativante. Um personagem em conflito, mas do que qualquer outro personagem lançado nos filmes desse ano, independente da espécie. E mais uma vez, Andy Serkis o faz de forma incrível.

2º – Koba

koba

Assim como Serkis faz incrivelmente César, temos que dar crédito a o mais novo expert na tecnologia de captura de movimento Toby Kebbell. O futuro Doctor Doom de “Quarteto Fantástico”. Ele faz o personagem Koba, principal aliado de César, mas um macaco que não vê os seres humanos com o mesmo nível de simpatia. Ele na verdade é o grande vilão da história, e o conflito entre ele e César é o coração do filme.

3º Os efeitos vão enganar seu cérebro

planeta-dos-macacos

A tecnologia é tão boa que em vários momentos eu me questionava se estava olhando para um personagem em CGI.

4º Tiros emocionantes

koba2

Há tantos tiros incríveis no filme que nos fazem pensar na sorte que temos de assistir um filme dirigido por alguém de tanto talento como Matt Reeves. Há dezenas de quadros do filme que mereciam o troféu One Perfect Shot . Há um em particular, uma câmera fixa no topo de um tanque em movimento, que irá surpreendê-lo.

5º Chega a ser um pouco shakespeariano

dawn-of-the-planet-of-the-apes-9

O drama é tão envolvente que esquecemos que se tratam de macacos. Cada conflito e elemento da história surge tão naturalmente que é fácil se perder em algumas metáforas que são lançadas entre a luta de César e Koba. Mesmo que esses personagens sejam macacos que vivem em um mundo pós-apocalíptico, há uma grande influência de Shakespeare em todo o filme.

Moral da História: Diga não aos testes com animais 😉

Gostou do post? Então compartilhe 🙂


Novidades da nossa loja virtual...

Deixe uma resposta

comment-avatar

*